Nossa História

Linha de Produtos

Empresas Veiculando

ManagerZone Futebol

Business Game

Últimas Notícias

Fale Conosco

Shell   
Bob´s   
Varig   
Jornal Agora   
mais clientes    


 Nome de usuário
 Senha
 Lembre-se de mim


18 de Maio de 2006

Novidades
Videogames é "negócio sério para a economia da América"




A Electronic Entertainment Expo (E3) abriu as suas portas nesta quarta-feira, em Los Angeles, Estados Unidos, para uma multidão de aficionados por jogos eletrônicos. O mestre de cerimônias da abertura foi o presidente da Associação de Softwares Eletrônicos (ESA), Doug Lowenstein, que ressaltou como a "multibilionária" indústria dos games está afetando outros segmentos.

De acordo com Lowestein, os videogames estão transformando a tecnologia, a educação e a economia dos Estados Unidos. Ele citou um estudo que conclui que o segmento de entretenimento eletrônico está crescendo rápido e estimulando a inovação em áreas como medicina e tecnologia anti-terrorismo. "A indústria dos videogames representa um elemento essencial na formação da economia de amanhã", explicou.

O estudo, chamado de "Videogames: Negócio Sério para a Economia da América" prevê que a venda de jogos eletrônicos irá alcançar a marca de US$ 15 bilhões, e que o mercado vai garantir o emprego de mais de 250 mil pessoas altamente qualificadas até 2010. "Claramente, esta indústria é muito mais do que diversão e jogos", justificou Lowestein.

Rock-and-roll

O presidente da ESA disse também que a tendência dos políticos e líderes de negócios de minimizar e marginalizar os jogadores de videogames vai diminuir. E que os esforços para aprimorar a velocidade, os gráficos e os sons dos jogos irão "respingar" nas indústrias de telefonia móvel, computação pessoal, equipamentos médicos e militares e em outras áreas. "Videogames ao o rock-and-roll da geração do milênio", disse Lowenstein . "The 'Sims' e 'Halo' são os Rolling Stones e Grateful Dead", complementou.

Pelo menos 400 empresas estão participando da décima segunda edição da E3, o maior evento de entretenimento eletrônico do mundo, e demonstrando seus softwares, eletrônicos e acessórios. As "titânicas" Nintendo, Sony e Microsoft dividem espaço com concorrentes de mais de 90 países no centro de convenções de Los Angeles. Mais de mil novos jogos estão sendo apresentados.

AFP - 10-05-2006



(2452 leitores) Leia mais (2677 bytes restantes) Envie esta matéria para um amigo Versão de Impressão

 
· Mais sobre Novidades
· Notícias por Admin