Nossa História

Linha de Produtos

Empresas Veiculando

ManagerZone Futebol

Business Game

Últimas Notícias

Fale Conosco

Shell   
Bob´s   
Varig   
Jornal Agora   
mais clientes    


 Nome de usuário
 Senha
 Lembre-se de mim


2 de Dezembro de 2008

Novidades Mais de 95% dos jovens latinos acessam à internet

21/11/2008

Das pessoas de entre 6 e 18 anos na América Latina, mais de 95% acessam com freqüência a internet e 83% possuem telefone celular, segundo um estudo apresentado hoje em Buenos Aires.

A empresa Telefónica e a espanhola Universidade de Navarra, responsáveis pelo projeto "A geração interativa na região ibero-americana: Crianças e adolescentes perante as telas", foram os encarregados de percorrer sete países da América Latina e analisar os hábitos dos adolescentes perante as telas digitais que invadem a vida moderna.

Como antecipou durante a apresentação o diretor-geral de segmento residencial fixo da Telefónica na América Latina, Manuel Echanove Pasquim, a sociedade "vai passar do lar conectado ao bolso conectado", um conceito que, segundo ele, já persegue esta geração "precoce, interativa, equipada e emancipada no uso das tecnologias".

A televisão continua sendo líder - presente em 98% dos lares - e diminuindo o tempo das tarefas escolares, mas a internet irrompeu com força nos últimos anos e se transformou no meio preferido dos jovens, que encontram na rede uma eficaz maneira de se comunicar.

O MSN Messenger - programa de mensagem instantânea - é o grande favorito entre os adolescentes latino-americanos, que vêem na web uma oportunidade de conhecer gente e se relacionar através de dispositivos como esse ou de redes sociais como Facebook, Orkut, MySpace, blogs e fotologs.

Além das comunicações sociais, o conteúdo que gera maior interesse entre os jovens é a música, o tema mais visitado (78%), seguida pelos jogos (50%), o humor (36%) e os esportes (33%).

O telefone celular é também um dos dispositivos mais utilizados pelos adolescentes. Dos maiores de 9 anos, 83% possuem um aparelho próprio que utilizam, sobretudo, para enviar mensagens de texto.

O projeto, que fez 90 mil entrevistas, continua se desenvolvendo na região com o objetivo de conhecer os hábitos das crianças e adolescentes no uso das novas tecnologias.

Fonte: EFE



(2189 leitores) Leia mais (2311 bytes restantes) Envie esta matéria para um amigo Versão de Impressão

 
· Mais sobre Novidades
· Notícias por Admin